fevereiro5 , 2023

    Business Model Canvas

    Relacionados

    Utilizando o universo de Star Wars para compreender a filosofia do Shu-Ha-Ri como método de aprendizagem

    A evolução é um processo importante na vida de um profissional. Estar sempre buscando a melhoria contínua para cada vez mais obter conhecimento e experiência é inclusive um valor da cultura ágil, e o Shu-Ha-Ri vem totalmente de encontro!

    Considere tudo de uma vez

    Esta técnica de visualização de ter tudo diante de nós ao mesmo tempo, pode ser de grande valor quando pensamos em síntese criativa e em Design Sprints.

    Insights, perguntas, ideias (IQI)

    Insights, Questions, Ideas (IQI, pronunciado “icky”), desenvolvido pela Sudden Compass®, é uma forma estruturada de analisar pontos de dados de forma colaborativa.

    Compartilhar

    O Business Model Canvas é um modelo frequentemente usado na metodologia Lean Startup. Ele permite que as equipes considerem as principais implicações no processo de planejamento de negócios.

    Como montar um plano de negócios para seu consultório odontológico ...

    Como realizar?

    Responda às perguntas para cada um dos nove segmentos:

    1. Parceiros Chave: Aqui você pode inserir terceirizações e fornecedores por exemplo. Pense em figuras complementares com as quais sua clínica não funcionaria se eles não existissem.
    2. Atividades Chave: Nesse quadrante você deve definir quais são as atividades fundamentais para o funcionamento de sua clínica. Esse quadrante complementa o quadrante de Recursos Chave, por isso fique atento a ele quando preencher.
    3. Proposta de Valor: Nesse caso “valor” significa “benefício”.  É importante conseguir listar os benefícios que sua clínica e serviços oferecem para seus pacientes.

    Lembrando que esses benefícios podem ser diretos, como os benefícios diretos para a saúde de seus pacientes, como também intangíveis. Por exemplo, você pode oferecer uma forma de atendimento diferenciada ou desconto especial para pacotes de serviços diferentes.

    Porém é importante se lembrar que esses aspectos devem te diferenciar dos concorrentes. Se for uma entrega igual a de outras clinicas do mercado, avalie se ela deve entrar nesse quadrante.

    1. Relacionamento com o consumidor: Esse quadrante serve para que você defina estratégias de relacionamento com seus pacientes. Você deve pensar em que tipo de ações te ajudarão a evitar que seus pacientes escolham um concorrente.

    Uma estratégia pode ser um sistema de mailing inteligente que avisa o paciente quando está chegando o momento de retornar para um check-up por exemplo.

    1. Segmento de clientes: Escolha o seu segmento de atuação. Tente ser específico, é muito difícil querer atingir muitos perfis de clientes ao mesmo tempo. Pense em quais espacialidades sua clínica oferece e qual nicho pretende focar.

    Além de definir o segmento, você pode usar esse quadrante para inserir informações sobre o cliente. Por exemplo, incluir aspectos desse mercado que ele busca, como ele se comporta, o que ele gosta e não gosta.

    1. Recurso Chave: Descreva quais são os recursos fundamentais para a sua clínica funcionar. Descreva tudo aquilo que realmente importa para o funcionamento diário, como secretária, aluguel, equipamento, material e etc.
    2. Canal de distribuição: Nesse quadrante você deve definir quais serão as principais fontes de comunicação e vendas com seus pacientes. Ou seja, inclua qualquer tipo de interface de sua clínica com o paciente.

    Isso vai te ajudar a definir quais são os pontos de contato com seus pacientes.

    1. Estrutura de custos: No último bloco você deve descrever os principais custos para sua clínica rodar corretamente. Eles provavelmente estarão interligados aos blocos de recursos, atividades e parcerias-chave.
    2. Fluxo de receitas: Aqui você deve definir a maneira com que o cliente pagará pelos tratamentos fornecidos. Com isso você fechará o lado direto de seu modelo de negócios.